Facebook
Twitter
Google+
Follow by Email

Serviço
O quê: Sertão
Quando: 26 e 27 de março, às 20h
Onde: Casa d’A Outra – Centro Comercial Politeama, Rua Politeama de Cima, n° 114
Quanto: R$30 (inteira) e R$15 (meia)

Após estrear em Salvador e circular pelo interior baiano – Paulo Afonso e Alagoinhas – o espetáculo Sertão, mais novo espetáculo d’A Outra Companhia de Teatro, volta a cartaz para curta temporada nos dias 26 e 27 de março, na Casa d’A Outra, às 20h. As apresentações fazem parte das comemorações ao Dia do Teatro, 27 de março.

A montagem que nasce em meio às viagens pelo Palco Giratório do Sesc, em 2017, apresentando os espetáculos Ruína de Anjos e O que de você ficou em mim, reflete/canta/conta/sonha sobre o mítico e o real desta faixa de terra majoritariamente nordestina.

Em Sertão o ontem e o hoje se confundem e se distanciam em um sertão contemporâneo “contaminado” de referências metropolitanas e globalizadas, ressignificadas, mas sertanejas. A energia da montagem é de uma boa festa de boiadeiro/caboclo/cavaleiro e suas microhistórias atravessadas pelo sincretismo religioso dando direcionamento aos corpos na cena.

A fragmentada história vai se construindo num ambiente de quintal de casa, de terreiro de vó, de festa junina, assim como campo de guerra, zona atravessada pelo tráfico, terra de sangue ferrado e violência instituída, com suas alegrias e tensões que fazem do sertanejo, antes de tudo um forte.

O dramaturgo Luiz Antônio Sena Jr. apresenta o imaginário coletivo, as manifestações populares, o misticismo e a musicalidade que constroem esse espaço. As músicas do espetáculo, que tem como diretor musical o integrante d’A Outra Roquildes Júnior são composições que pertencem ao cancioneiro popular sertanejo e a literatura que evoca a região.

“Algumas canções são autorais e surgiram no processo. Foram escritas por mim em parceria com os atores e estão totalmente ligadas ao que ocorre nas cenas, seguindo uma linha brechtiana”, explica Roquildes Júnior, que além de diretor musical está como ator no espetáculo.

Além de intérprete, o ator e bailarino Anderson Danttas assume a direção de corpo e movimento do espetáculo, inspirando-se nas vivências do corpo calejado do povo sertanejo, buscando o pedaço de sertão que está nos poros, dobras e pulsos de cada ator/atriz.

Em Sertão, além dos integrantes d’A Outra Companhia – Roquildes Júnior, Luiz Antônio Sena Jr, Anderson Danttas, Eddy Veríssimo, Luiz Buranga e Israel Barreto -, o grupo convida duas intérpretes: Taís Grecco e Elisângela Cajé. Todos se revezam em personagens, tocam, dançam e cantam, além de mover a estrutura cenográfica e executar funções de operação de som e luz – ressaltando a multiplicidade característica dos trabalhos coletivos e recentes do grupo.

Circulação

As apresentações em Salvador são as primeiras de 2019. Em seguida, A Outra Companhia vai circular com o espetáculo por duas cidades do interior baiano – Caetité (05 e 06 de abril) e Feira de Santana (09 e 10 de abril). Além do espetáculo, a companhia irá ministrar a oficina Teatro Documentário – nem tudo é ficção, com Luiz Antônio Sena Jr., que tem como base os princípios de viewpoints, técnicas de improvisação e interação com o público.

Ficha Técnica
Direção geral e artística: Luiz Antônio Sena Jr.
Produção executiva: Anderson Dantas e Roquildes Júnior
Assistência de Produção: Eddy Veríssimo
Coordenação técnica: Luiz Buranga
Assistência Técnica: Israel Barretto
Assessoria de Imprensa: Theatre Comunicação
Design Gráfico: Diego Moreno
Registro Audiovisual: Rogério Vilaronga
Registro Fotográfico: Ton Schübber

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *